Experiência e conquistas são motivação extra para Nathália Brígida | Território Tupiniquim

Experiência e conquistas são motivação extra para Nathália Brígida

Com seis medalhas em 2015, a jovem Nathália Brígida (-48 kg) tem se consolidado na seleção brasileira de judô nesta temporada. As conquistas têm aberto espaço para a atleta numa categoria forte e com grandes nomes internacionalmente. O bom desempenho tem sido determinante para a judoca ganhar mais confiança no tatame, buscar medalhas e o sonho de disputar os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro no que vem.

“Fico mais motivada a cada competição que disputo. Aprendo com as minhas lutas e me torno mais forte. Os grandes torneios são ótimas oportunidades para ganhar mais experiência e subir no ranking da minha categoria. Cada bom resultado me deixa mais próxima da Olimpíada”, diz.

No último final de semana, Nathália Brígida conquistou a medalha de prata no Aberto Europeu Feminino de Lisboa, em Portugal. A nova medalha é mais uma inspiração para alcançar o pódio em seu próximo desafio. A atleta representará o Brasil no Grand Slam de Paris, na França. A competição é uma das mais tradicionais e importantes do calendário mundial.

“Estou mais motivada e também mais preparada para disputa em Paris. A competição em Portugal foi uma boa preparação. O Grand Slam é um torneio muito forte em todas as categorias. Um bom resultado certamente será um passo a mais na caminhada pela vaga olímpica”, declarou a judoca.

O Grand Slam é uma das competições que mais distribui pontos para o ranking mundial, índice que definirá os atletas para a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio. Com muitos pontos em disputa, a judoca destaca que reforçou sua preparação para ir bem na França. “O nível da competição será muito alto. Provavelmente vou lutar com algumas atletas que ainda não enfrentei e que estão no topo da categoria. Mas esse é um desafio bom. Fiz treinos fortes no Brasil e em Portugal visando ao Grand Slam. É sempre muito bom e importante treinar e enfrentar atletas diferentes, com outros estilos para aperfeiçoar minha performance”, destacou Nathália.

Além da prata em Lisboa, Nathália Brígida já conquistou outras cinco importantes medalhas na temporada 2015. Anteriormente, ela ganhou a medalha de bronze no Aberto de Santiago, no Chile, e no Grand Slam de Baku, no Azerbaijão, a prata no Aberto de Montevidéu, no Uruguai e no Grand Prix de Samsun, na Turquia. Além disso, ela também foi medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, e quinto lugar no Mundial de Judô disputado em Astana, no Cazaquistão.

O Grand Slam de Paris será disputado nos dias 17 e 18 de outubro. Nathália Brígida subirá ao tatame no primeiro dia de competições, a partir das 4h da madrugada para as lutas preliminares. As finais começarão ao meio-dia, sempre no horário de Brasília. Além dela, estão convocados para representar o Brasil Eric Takabatake (60kg), Ricardo Santos Jr (66kg), Marcelo Contini (73kg), Gustavo Assis (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Hugo Pessanha (100kg) e David Moura (+100kg), Gabriela Chibana (48kg), Ketleyn Quadros (63kg) e Barbara Timo (70kg). 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: